quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

AGORA SIM : ÁRTICO E ANTÁRTIDA ESTÃO DERRETENDO !

SEMPRE CONVERSO COM MEUS ALUNOS E DIGO A ELES, QUE O AQUECIMENTO GLOBAL É UMA REALIDADE, NÃO MAIS FICÇÃO CIENTÍFICA, MAS FATO QUE ESTÁ DEIXANDO NOSSO PLANETA EM TURBULÊNCIA CLIMÁTICA GLOBAL.
VEJA A NOTÍCIA ABAIXO:

Ano Polar confirma degelo no Ártico e na Antártida. Agora é oficial: o Ártico e a Antártida estão esquentando mais rápido do que se imaginava e seus mantos de gelo, especialmente o da Groenlândia, estão derretendo sob influência do aquecimento global. As conclusões são do maior esforço de pesquisa já feito sobre as regiões polares, que envolveu mais de 10 mil cientistas de 60 países, incluindo o Brasil.

A reportagem é do jornal Folha de S.Paulo, 26-02-2009.
Um relatório preliminar divulgado ontem em Genebra, que encerrou esse esforço de pesquisa, o 4º Ano Polar Internacional, afirma que "parece certo agora que tanto o manto de gelo da Groenlândia quanto o da Antártida estão perdendo massa e portanto aumentando o nível do mar, e que a taxa de perda de gelo na Groenlândia está crescendo".
O degelo acelerado dos polos é uma das maiores incertezas nos modelos do aquecimento global. Se derretidos, o oeste da Antártida e a Groenlândia elevariam o nível do mar em vários metros, o que seria desastroso para a humanidade.
No entanto, como o comportamento das geleiras antárticas e árticas é muito complexo, até agora tem sido impossível estimar a contribuição total do degelo polar para o nível do mar no futuro (no leste da Antártida, por exemplo, o gelo parece estar aumentando).
Essa questão ficou sem resposta no último relatório do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática), o comitê de climatologistas da ONU, que previu uma elevação de "modestos" 59 cm no nível global dos oceanos até o fim deste século.
Responder se os polos estão ou não perdendo gelo era um dos principais objetivos do Ano Polar Internacional, que começou em 2007 e termina em março. Num esforço de cooperação internacional sem precedentes e com US$ 1,5 bilhão de financiamento, cientistas usaram técnicas como medições por satélite de mudanças na elevação e nos campos gravitacionais dos mantos de gelo.
O resultado não é a última palavra sobre o assunto, mas as pesquisas feitas durante o Ano Polar indicam um balanço de massa negativo, ou seja, mais gelo é perdido do que o que se acumula por precipitação de neve. "Acho que os especialistas discordariam de um cenário de derretimento repentino, instantâneo ou catastrófico", disse à Folha David Carlson, coordenador científico do Ano Polar Internacional.
"Mas acredito que eles dirão que observam uma aceleração do degelo, de forma que poderíamos observar efeitos substantivos no nível do mar em várias décadas ou um século, em vez de vários séculos." Dados obtidos por navios oceanográficos na Antártida, boias equipadas com termômetros e até mesmo elefantes-marinhos com instrumentos amarrados na cabeça mostram que o oceano Austral está esquentando mais depressa que o restante dos oceanos do planeta.
Segundo o relatório divulgado ontem, há sinais de que o aquecimento global está afetando a Antártida de maneiras "insuspeitada". Ian Allison, um dos coordenadores do Ano Polar Internacional, disse que a primeira região a sentir o efeito das mudanças na Antártida será a América do Sul.

4 comentários:

Lara Santos disse...

Ótima reportagem professor.Ainda assim muitos preferem fechar os olhos pra essa catastrofe !

'Alessandra disse...

Esse assunto não é nunhuma novidade para nós, e muito me procupa.
Sempre se fala em derretimento das calotas polares, aumento do nivel dos oceoanos, aquecimento global. Uma rede de consequencias à nivel mundial, e que algumas pessoas continuam ignorando.
Já se tornou um problema que não vai ser resolvido de uma hora pra outra, mesmo que todo o mundo parasse de emitir poluentes, o mar continuaria subindo por décadas.
O Brasil não fica fora disso, e no momento, o nosso país não está preparado para enfrentar isso.
Eu acho que para acontecer a concientização de todo um planeta, precisa de uma catastrofe, ou algo assim, que atingisse diretamente a quem continua na ignorancia, o problemas que enquanto isso, o problema se agrava, pessoas morrem, animais entram em extinção, a natureza se rebela.
Agora é a nossa geração que está encarregada de agir.

Alessandra Grillo - 2° MA

antonio disse...

Professor Mario, este assunto todos estão ciente dele,mas poucos dao ouvidos a este fato. Agora que eles perceberam que este assunto esta se agravando, eles tentão dizer uns aos outros que ajudam a combater esse fato, mas na verdade isso nao vai se reverter assim, entao deveremos todos dar as maos e tentar combater ao aquecimento global para acabar com o derretimento das geleiras e etc.

Jean Rodrigues disse...

Esse tema é um dos assuntos menos discudo mas é um dos mais inportantes e preocupantes que tem.
O dretimento das geleiras é calsado pela poluição e a poluição é calsada pelo homem.As pessoas tem que se consiemtisar e se preocupar mais com o nosso planeta porque é nele que nos vivemos.


Jean Rodrigues 2ºMA