quarta-feira, 26 de novembro de 2008

CRISE CLIMÁTICA VAI GERAR MUDANÇAS NO NORDESTE !

As mudanças climáticas previstas para atingir o Brasil nas próximas décadas devem deixar áreas hoje já vulneráveis no Nordeste ainda mais pobres, com mais fome e com menos gente. Em linhas gerais, essa é a conclusão de um estudo, lançado hoje por pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Fiocruz, que buscou avaliar os impactos que o aquecimento global terá sobre as migrações e a saúde na região.
A reportagem é de Giovana Girardi e publicada no jornal O Estado de S.Paulo, 26-11-2008.
Os pesquisadores trabalharam com a premissa, apontada em agosto por estudo da Embrapa e da Unicamp, de que o aumento das temperaturas vai reduzir as áreas de baixo risco para a agricultura em todo o País, principalmente no Nordeste. A nova pesquisa detalhou essa perda agrícola e calculou os prejuízos econômicos e sociais que ela vai causar. Pelas contas, o aquecimento deve promover uma redução de 11,4% no PIB da região até 2050. Isso deve ser resultado da redução expressiva da área agricultável. Os Estados mais afetados, segundo o trabalho, deverão ser Ceará (-79,6% de terra apta), Piauí (-70,1%), Paraíba (-66,6%) e Pernambuco (-64,9%). Esses números valem para o pior cenário, que prevê aumento de 4°C na temperatura do Nordeste até 2070.
“Desde o início, tínhamos noção de que o impacto climático seria grande, mas os números foram maiores do que esperávamos”, afirmou o economista Ricardo Ruiz, da UFMG. “E, na minha opinião, esse impacto nos PIBs está subestimado porque só avaliamos os danos à agricultura, sem considerar geração de energia e oferta de água.”
A expectativa é que a dificuldade de cultivo, e o conseqüente prejuízo à segurança alimentar, acabem piorando as condições socioeconômicas daquelas populações e aumentem as migrações do sertão para o litoral e para outros Estados, em especial do Centro-Oeste e do centro-norte, mas também do Sudeste. Esta região - que nos últimos anos vem presenciando uma volta dos nordestinos que vieram nos anos 70 - deve receber novas ondas migratórias.
“Pela tendência da região, continuariam ocorrendo migrações nos próximos anos mesmo sem o choque climático. Mas o que vimos é que, com o aquecimento, elas serão mais significativas”, comenta Alisson Barbieri, da UFMG, um dos coordenadores do estudo. Ele trabalhou com a chamada taxa líquida de migração, que é a relação entre a quantidade de pessoas que migram e a população do município. Sem a elevação da temperatura, ela seria em média de - 0,29%, contra -0,39% com o aquecimento. Até 2040, o Nordeste deve perder 247 mil habitantes. Os principais pontos de partida devem ser as regiões metropolitanas do Recife (PE) e de João Pessoa (PB) e a capital Teresina (PI).
A locomoção de pessoas e o aumento das temperaturas e da aridez devem elevar também o Índice Geral de Vulnerabilidade, que mostra quão sensível é uma população a epidemias e à seca. No pior cenário de aquecimento, novamente Ceará e Pernambuco estarão entre os mais vulneráveis.

18 comentários:

Mateus disse...

É uma boa forma de alertar as pessoas pelo o que esta por vir devido a grande presença do aquecimento global, e tambem pode sensibilizar as pessoas fazendo com que haja uma diminuiçao na emiçao de poluientes diminuindo assim o aquecimento global....


Mateus Rosa Moreira
3ºVc-Exatas II

CARLA SANTTOS disse...

Comentar de certos assuntos, nos faz parar e pensar que de uma forma ou outra existem imumeras peesoas precisando de nossos apoios.Pessoas essas que nao estavam prepradas para tal tragedia. O NORDESTE brasileiro vem sofrendo muito com isso.

Paola disse...

Um alerta geral para todos,pois assim a populaçaõ se sensibiliza,passando então a contribuir para um mundo melhor,sem emissão de poluentes.

Willian C. Vieira disse...

Mário, alem de ser um otimo dicionario de "alertar"( mostrando o que esta acontecendo devido o aquecimento global) suas reportagens mostra o que se passa o nosso povo brasileiro e assim, pode haver algumas pessoas que ao ler suas reportagens, possam ajudar com recadações de alimento e alguns fins de ajuda...

Parabéns continue na sua luta, e se esforçando para cada vez ser O MELHOR e não mais um professor....ok..

abraços

Lucas CREI 2008/USA disse...

O aquecimenbto global vem acarretando inúmeros danos à população e principalmente ao meio ambiente. Já são perceptíveis os resultados desse fenômeno em todo planeta, inclusive em nosso país, em que a falta d'água e os grandes períodos de seca acentuam os problemas ambientais do Sertão Nordestino e do Sul do Brasil.

claudio bergami humanas disse...

o nordeste ja se encontra em uma situação dificil,a população que lá vive sofre a muito tempo por causa da seca e das desigualdades sociais gritantes,mas agora estamos falando em uma situação ainda pior ,o aumento das migraçoes que ja ocorrem e ainda uma possibilidade de uma desigualdade social ainda maior,e as dificuldades para o cultivo nos faz refletir um pouco melhor e nos deixa preucupado com o que pode acontecer com a populaçao que la reside e por mais dificel tiram seu sustento daquelas terras ,agora o que devemos nos perguntar é como o governo vai atuar para amenização das mudanças no nordeste quando elas virem a acontecer se hoje eles ainda não conseguiram isso!

Tamara :) disse...

O nordeste é um lugar que é prejudicado por causa do clima, que gera seca...O aquecimento vai ajudar ainda mais para que esse local suma do mapa... Como foi abordado muito bem pela reportagem as migrações estão acontecendo em larga escala o que está tornando o local ou irá tornar o local escaso de pessoas e assim "morto".. A reportagem é muito interessante e é muito bom para alertar as pessoas de que devemos contribuir para a diminuição do aquecimento para que possa evitar tanto essas migrações, como a crise no nordeste.... Parabens.

Amanda Gama disse...

o nordeste sempre foi uma região muito afetada pelo clima de seca, com o aquecimento global essa situação, obviamente, vai se agravar. Eu ja morei em Recife e em João pessoa, e consequentemente, estudei a fundo sobre essas regiões. É triste saber qual será o destino do Nordeste e mesmo assim, poucas pessoas se sensibilizam com o problema. Infelizmente, o que se vê é uma região passando por um processo d desertificação, e se hoje algumas pessoa vivem em etado d subexistencia, futuramente será realmente impossivel a sobrevivencia em tais locais.

Gabriel disse...

Este alerta para as possíveis mudanças climáticas no Nordeste nos remete a pensar nas consequências disto, que seriam provavelmente: um maior número de migrações para os grandes centros em busca de emprego, comida etc..
e também um grande aumento da fome no país. Diante destas consequências as autoridades brasileiras já devem estar prontas, com soluções coerentes para o que foi citado acima não aconteça.

Bianca Benevides disse...

Mudanças climaticas tem provocado problemas em todo Brasil e o foco agora esta em Santa Catarina que sofre com os alagamentos.Os jornais publicam a todo instante mortes ou desmoronamentos.Noticias ruins nao param de chegar,por isso faça o que puder para colaborar,afinal nunca estamos livres de tragedias!

Carina Gomes disse...

O nordeste já sofre com a falta de água e ainda terá mudanças climaticas que irá piorar sua situação, diante desse fato o governo deveria começar a tomar medidas para previnir o povo nordestino das mudanças,já que se sabe que elas irão acontecer.

matheus bresinski disse...

O aquecimento global em si,já está causando vários impactos na biodiversidade do planeta.E as pessoas de todo o mundo tem que trabalhar em conjunto para que isso não aconteça.

Thaís Lindenberg disse...

As mudanças climáticas são uma realidade mundial, bem evidenciada em nosso país, o que esta acontecendo en Santa Catarina é uma prova que a pequena ameaça se tornou um GIGANTE em crescimento, difícil de conter. Mas ainda há tempo de 'correr atrás do prejuizo' e diminuir o efeito deste mau mundial.

Octavio Sousa (pao) disse...

ja se não bastasse as dificuldades do povo nordestino sofre, vem ai mais um problema para aquele povo que tanto sofre. A questão do aquecimento global concerteza prejudicara muitas pessoas mas os nordestinos sofreram mais pois o aquecimento acarretaria mais um problema para eles.


Octavio Sousa - 3°VA - Ex. I

Franssian-Leonardo disse...

Não é de hoje que vemos em todos os meios de comunicação vários alertas sobre as consequências das mudanças climáticas não só para o Brasil, amis para todo o mundo...e nada foi feito até então...esse foi o verdadeiro erro da população, só alertar e não procurar uma solução para esse problema. Só quando atingiu ao patamar que esta, que as autoridades começaram a ver a importancia e necessidade de tomar medidas drásticas para tentar resolver toda essa "crise climática que estamos enfrentando...

OBS: Mário, vc é MARA...xDDD

Franssian Moreira Patrício
Leonardo Abíliio Almeida
3ºVA - Exatas 1

Anônimo disse...

Professor,
Você é um exemplo para todos as sua volta.
Abraço

Davi T. M. Mathielo 2 disse...

atraves disto é possivel alertar as pessoas sobre o que pode acontecer nos proximos anos na região, que já é muito péssima..
e alertar ao resto do mundo o que o aquecimento global irá provocar se nada for feito ; )

Anônimo disse...

Pela tendência da região, continuariam ocorrendo migrações nos próximos anos mesmo sem o choque climático.